Inglês Espanhol Youtube Instagram Facebook Twitter
A americana Jaqueline Martinez conta como foi sua experiência no Brasil
23-09-2016
jaqueline-martinez

Em julho recebemos a intercambista Jaqueline Martinez, uma estudante americana de Engenharia Industrial da Texas Tech University, local que requere que os estudantes façam intercâmbio para poderem se graduar. Aqui no Brasil, ela estagiou na Bel Pan, uma empresa na área de produção de alimentos em Curitiba. Durante seu estágio, ela ajudou o local a otimizar processos internos, reduzir gastos de produção e também aprendeu habilidades úteis para o seu futuro.

 

Agora que seu intercâmbio acabou, nos encontramos com Jaqueline para saber mais sobre sua experiência durante o tempo que ela viveu em Curitiba. Você pode assistir o vídeo da entrevista aqui ou continue lendo a matéria abaixo:

 

O que essa experiência adicionou no seu currículo?

Com a minha experiência de estagiar no exterior, eu sinto que eu vou definitivamente me destacar perante outras pessoas com as quais estarei competindo quando voltar para os Estados Unidos. Eu estarei competindo por uma vaga de Engenharia Industrial e agora eu sei que eu gostaria de focar na área de Engenharia de Produção.

 

Pode nos descrever as mudanças que você notou em si?

Eu sinto que eu cresci muito com essa experiência, porque agora eu tenho uma noção mais ampla do que é Engenharia Industrial e não somente isso, eu também sinto que graças ao Gerson, agora eu entendo um pouco de como gerenciar uma empresa.

 

Você sente que evoluiu como pessoa?  

Em termos de crescimento pessoal, eu não somente estou mais preparada, mas eu também sei que se uma empresa quiser que eu viaje para o exterior para criar relações com outras empresas, eu sei que eu sou capaz de fazer isso, porque eu fui capaz de fazer isso aqui.

 

Algum conselho para estudantes que pretendem fazer intercâmbio assim como você?

Eu diria para virem para cá de mente aberta e sabendo que é preciso entender que o que não é normal para você, é normal para as pessoas aqui, então você não pode comparar e ter altas expectativas de que você viverá como um rei ou como uma rainha se você é rico nos Estados Unidos ou no seu país. Você tem que vir aqui e não somente ter a mente aberta, mas também precisa estar disposto a interagir com as pessoas e se tornar parte da cultura, mesmo que você não fale o idioma local.

 

Nós também entrevistamos Gerson Vasselai da Bel Pan, para saber como foi a experiência de ter uma estagiária estrangeira na equipe. A experiência foi muito positiva:

 

Como foi a experiência de ter a Jaqueline na equipe?

Nós conseguimos perceber que ela é muito focada, ela agregou muito valor à equipe, trouxe experiências distintas, detinha o domínio e o conhecimento de algumas ferramentas. Ela é uma pessoa dinâmica, sempre disposta a trazer novos resultados e também sempre aberta a aprender novas experiências e corrigir possíveis falhas ou até mesmo questionar porque eventualmente algum processo ou alguma ação não tenha um resultado satisfatório.

 

Que resultados você esperava alcançar com essa experiência?

Nosso maior interesse foi realmente essa troca de cultura, informações, realidades distintas, tanto para aprimorar línguas e até mesmo,  para  identificarmos falhas nos nossos processos produtivos e  otimizar processos, como redução de desperdícios com uma nova visão, uma visão mais jovem.

 

Tags: , , , , , , , , ,


Entre em contato Youtube instagram facebook twitter
R. Cândido Mader, 81 – loja 01 – Juvevê
Curitiba-PR | Brasil
CEP: 80030-300
Tel: +55 (41) 3503-0209
Skype: brazilianexperience
E-mail: info@brazilianexperience.com.br
RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Digite seu email e receba nossa newsletter